Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.
NATAL – Ele está no meio de nós
18 de dezembro de 2016
Quaresma, tempo de conversão
28 de fevereiro de 2017
Exibir tudo

CARNAVAL – Qual a sua opção ?

Baruc 4, 36b

Está chegando o carnaval, uma festa até então considerada uma “festa de alegria”, onde muitos “pulam”, festejam, e expressam uma espécie de “alegria”. Mas… que alegria é esta ? A passagem bíblica acima citada nos exorta a tomarmos posse da alegria semeada por Deus em nossa vida. Será que eu posso realmente encontrar alegria verdadeira em uma festa que sua realização depende de bebidas, barulhos, desfiles, fantasias, que ao invés de nos dar a alegria da alma, apenas propagam orgias como sexualidade desenfreada, embriaguez, desrespeito ao ser humano? E o pior de tudo, atribuir esses males à bondade de Deus? Lembremos que “tudo me é permitido mas nem tudo me convém.” (leia I Coríntios 6:12; 10:23).

Qual a nossa opção? Será que vou continuar alimentando aquele pensamento que “Deus não castiga, Deus não se importa, Deus deixa… acho que não tem nada a ver. Não estou fazendo mal pra ninguém…” Até quando vou pensar dessa maneira? Não estaria na hora de pensar que estou fazendo mal para MIM MESMO?

Não se pode ter certeza daquilo que queremos se nós não conhecemos ou experimentamos. Sabemos do que o pecado é capaz de fazer em nossa vida se permitirmos sua ação.

Muitas vezes experimentamos algo, nos deliciamos, saboreamos, e quando temos ciência de seu sabor suculento, acabamos nem buscando conhecer sua procedência, sua composição, sua validade e nem mesmo benefícios ou malefícios que aquilo nos traz quando ingerimos.

Vamos tomar como exemplo uma comparação entre alimentos naturais (frutas e verduras) e as tão irresistíveis “guloseimas” (bolos, salgadinhos fritos, de pacote, industrializados). Sabemos que frutas e verduras são de procedência natural e que nos trazem muitos benefícios em virtude de suas vitaminas necessárias para o corpo humano. Porém não podemos dizer o mesmo das “guloseimas”, que necessitam de uma série de produtos químicos e outros itens cujo valor nutritivo é ZERO, e que sua ingestão ocasiona apenas acúmulo de gordura em nosso organismo. E olha que na grande maioria das vezes, o sabor das guloseimas é muito mais atraente do que o sabor dos alimentos naturais. Assim como o pecado, as guloseimas só nos trazem a satisfação “momentânea”, apenas do paladar, porém o nosso organismo é o grande prejudicado.

Tal comparação podemos fazer entre as coisas de Deus e as do pecado. As coisas de Deus nos exigem renúncia, sacrifício, revisão em nossas escolhas, e muitas vezes acabamos encontrando muitas dificuldades para optarmos por elas, pois enquanto vivemos esta vida humana na terra, somos influenciados pelas coisas carnais, que agem justamente onde somos mais fracos.

O carnaval do mundo tem apenas a capacidade de proporcionar uma falsa “alegria”, e somente por três a quatro dias. Já paramos para pensar que, depois do carnaval, já na quarta-feira de cinzas, a vida recomeça, e com ela os problemas, dificuldades, compromissos, preocupações? Haja força para enfrentar tudo isso depois do carnaval.

Quando eu busco uma vida em Deus, esse quadro é totalmente diferente. A partir de uma renúncia das coisas do mundo e preferência pelas coisas de Deus, estou buscando o sustento DA ALMA, a verdadeira saciedade. E lembre-se: A benção de Deus não dura apenas três dias. A graça de Deus não é como uma aplicação de anestesia. ELA DURA PARA SEMPRE. Mas para que isso aconteça, temos que decidir ESCOLHER PELO SENHOR, e esperar que Ele nos sacie, felicite e fortaleça a partir dali. E Ele o faz.

É como uma injeção. Ao olharmos para a seringa ou para a agulha, sabemos que será inevitável a “picada dolorosa”, e com isso olhamos com rejeição e indisposição, e muitas vezes não paramos para pensar que é necessário e que será fundamental para a ocasião, principalmente quando somos crianças.

A decisão por uma vida inteiramente em Deus é assim. No início pode parecer incompreensível, não encontrarmos motivação suficiente, e até mesmo rejeitarmos, mas quando experimentamos de coração aberto, com o desejo de conhecer a Deus e Suas maravilhas, o próprio Deus vem ao nosso encontro e sela nosso coração com a marca da salvação, e isso nos causa uma enorme dependência d’Ele, que nos levará a uma busca incessante por Ele.

É fácil dizermos que “Deus está comigo, não preciso de igreja”. Sim, de fato Ele está sempre conosco, mas temos que reconhecer que este tipo de pensamento origina-se de uma soberba entranhada em nosso coração, que sutilmente nos impede de buscarmos e conhecermos o Senhor como Ele é de fato de maneira que nossos olhos e nossa mente não imaginam. É impressionante a que grau chega a soberba de uma pessoa. Como existem pessoas que buscam as coisas do mundo, e não querem de jeito nenhum arcar com suas devidas consequências, acreditando firmemente que Deus tem a obrigação de abençoar as nossas preferências carnais. Se semeamos no pecado, colheremos frutos do pecado. Se semeamos em Deus, com certeza colheremos frutos de Deus.

Só quem fez esta experiência pode confirmar isso. E tal experiência só acontece com os corações humildes, que tem sede e desejam ardentemente Deus, e não aqueles corações com intuito de desafio com pensamentos como “Vamos lá ver se é verdade… Vamos ver se esse Deus é poderoso…”. Não sejamos como o apóstolo Tomé, que expressou incredulidade ao ouvir dos outros apóstolos que o Senhor tinha aparecido a eles (leia Evangelho de João 20, 24-29). Não espere ver para crer, mas sim CREIA PARA VER.

E é com estas palavras que eu quero aqui reforçar o convite. Nos dias de carnaval, você e sua família são os convidados de Jesus para uma experiência libertadora, sem igual. Informe-se na sua comunidade, na sua paróquia, no seu grupo de oração, movimento ou pastoral sobre locais onde ocorrerão eventos durante os dias de carnaval. Tenha certeza, sempre haverá um evento repleto das graças de Deus preparado pelo próprio Deus para recebê-los.

Como estamos atuando na diocese de Joinville-SC, paróquia Nossa Senhora da Graça, segue o nosso convite: 6º. ALEGRAI-VOS EM CRISTO, dias 26 e 27 de fevereiro, a partir das 19:30, com a Santa Missa, pregação, louvor, momentos de cura e libertação diante do Santíssimo Sacramento. Será na Comunidade Nossa Senhora do Rocio, no bairro Rocio Grande, em São Francisco do Sul-SC, na BR 280, próximo ao trevo de acesso ao município, ao lado da estrada de ferro.

Venha participar conosco e lembre-se: SÓ O SENHOR PODE TE DAR A VERDADEIRA ALEGRIA.

Alegremo-nos sempre no Senhor Jesus.

Graça e paz

Andrei Cabral dos Santos
Locutor e membro da Missão Na Presença de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *