Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

A festa e devoção à DIVINA MISERICORDIA

Ide e comunicai a todos: O SENHOR RESSUSCITOU
8 de abril de 2017
A devoção ao SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
6 de junho de 2017
Exibir tudo

A festa e devoção à DIVINA MISERICORDIA

São João Paulo II instituiu a festa da Divina Misericórdia no dia 30 de abril de 2000, ocasião em que canonizou a Irmã Faustina Kowalska e, determinava o segundo domingo de Páscoa, como domingo da Divina Misericórdia: “É importante, então, que acolhamos inteiramente a mensagem que nos vem da palavra de Deus neste segundo Domingo de Páscoa, que de agora em diante na Igreja inteira tomará o nome de Domingo da Divina Misericórdia” (homilia 30 de abril de 2000).

Em 1967, o então Cardeal Wojtyla, teria terminado o processo informativo para a causa de beatificação da religiosa Faustina, porta voz da mensagem e espiritualidade do Coração Misericordioso de Jesus. Anos depois, em 1993, ele mesmo como Papa a beatificaria.

Esta festa celebrada no segundo domingo de Páscoa nos revela três elementos importantes da espiritualidade da Divina Misericórdia, segundo São João Paulo II, em sua homilia do dia 30 de abril de 2000:

  1. A misericórdia divina atinge os homens através do Coração de Cristo crucificado: “Minha filha, dize que sou o Amor e a Misericórdia em pessoa”, pedirá Jesus à Irmã Faustina (Diário, pág. 374).
  2. A verdadeira paz está no Coração misericordioso de Jesus: “A humanidade não encontrará paz, enquanto não se voltar com confiança para a misericórdia divina” (Diário, pág. 132).
  3. Cristo nosso irmão se compadece de nós, nos ama e constantemente busca nos abraçar e iluminar, para que acolhamos esta mensagem nas nossas vidas: “Sinto uma tristeza profunda, quando observo os sofrimentos do próximo. Todas as dores do próximo se repercutem no meu coração; trago no meu coração as suas angústias, de tal modo que me abatem também fisicamente. Desejaria que todos os sofrimentos caíssem sobre mim, para dar alívio ao próximo” (Diário, pág. 365).

“Ó, sangue e água…” que este Preciosíssimo Sangue derramado por nós na cruz nos lave, cure, purifique e nos conduza à vida eterna! Amém!

 

PADRE IVAN LOPES
Vigário paróquial da Paróquia Santuário Nossa Senhora da Graça
São Francisco do Sul-SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *